Tabagismo – uma das principais causas de disfunção eréctil

Já não é novidade nenhuma que o cigarro traga apenas mal para a saúde, tanto é assim que, hoje em dia, o número de fumantes é muito menor que antigamente e não se pode mais fumar em ambientes fechados. Nas últimas décadas, porém, foi descoberto que ele causa também disfunção eréctil, pois provoca doenças relacionadas ao coração, prejudica o sistema cardiovascular, o qual é crucial no processo de se obter e manter uma ereção.

Vejamos essa e mais outra relação entre o tabagismo e a disfunção eréctil:

Motivos por que cigarro causa disfunção eréctil

1. Perda de resposta de neurônios

O cigarro causa morte de neurônios e, no caso da ereção, dos ligados a inibir a flacidez do pênis e provocar a ereção. Em vez de, através do estimulo sexual sensorial (tato, visão, audição etc.), o cérebro mandar sinais para inibir a flacidez e iniciar uma ereção, justamente pelo canal de neurônios estar prejudicado, essa reação não acontece em quantidade suficiente para uma ereção.

2. Calcificação dos vasos sanguíneos

Um dos principais males do cigarro é a gama de doenças cardiovasculares que causa, principalmente as ligadas ao funcionamento das artérias. Devido a algumas substâncias encontradas no tabaco, ocorre a calcificação de artérias, o que as torna mais rígidas e menos suscetíveis à dilatação. Essa tal dilatação é o que garante a ereção e, além disso, o adequado fluxo sanguíneo para o nosso corpo.

3. Diminuição do fluxo sanguíneo

O cigarro não causa apenas efeitos de longo prazo, ele também age num curto espaço de tempo. Além da calcificação, que falamos acima, a nicotina do tabaco é responsável pela contração de artérias e consequente diminuição do fluxo sanguíneo, ou seja, por sua própria natureza dificulta a obtenção e manutenção de uma ereção.

4. Dano de esperma

A infertilidade é um problema não relacionado diretamente com a ereção, mas que afeta com certeza a vida sexual masculina. O cigarro causa danos tanto no sistema reprodutivo do homem quanto no da mulher, afetando o DNA do esperma e do óvulo, tornando-os inférteis.

5. Perda de libido

Além de causar disfunção eréctil, que é quando o homem deseja ter relações sexuais, mas não consegue ter ou manter uma ereção, o cigarro provoca perda de libido, o que, em outras palavras, é a perda da própria vontade de fazer sexo. Este dano tem a ver com a parte neurológica do processo de ereção.

Conclusão

O tabagismo é um mal que afeta praticamente todas as partes do corpo. Quanto antes se largar esse vício, menores serão os efeitos que persistirão. Não existe dose segura para se fumar cigarro, mas, como os efeitos negativos dependem da quantidade que se consome, até mesmo reduzir o uso do cigarro já ajuda a combater seus danos à saúde.

Para saber mais sobre ereção e tratamentos para disfunção eréctil, basta acessar nossos artigos:

“Como Funciona uma Ereção”; e

“5 Formas de Durar mais na Cama”.

Leave a Reply